Futebol: São Paulo – O campeão que não é mais campeão

Tri-campeonato brasileiro em 2008, esse foi o último título do meu querido São Paulo Futebol Clube. Sendo assim, já fazem 4 anos que o time está na seca. Do time que começou em 2002 uma fase avassaladora, se transformou um time que alcançou seu ápice e caiu, bastante. Para 2012, a diretoria finalmente acertou e montou um bom elenco, poderia ser melhor, mas já é muito comparado com os anos anteriores. No final do ano passado fizeram o principal, trouxeram um doido pra botar ordem na casa: Emerson Leão. Já teve várias confusões dentro do clube, mas conseguiu organizar e ter grande respeito do time, por mais que não gostem de certas coisas.

Trouxeram Luis Fabiano, que aos poucos vai melhorando mais e mais, mas ainda não mostrou o porque foi a contratação mais cara da história do clube. O Lucas joga muito, mas faz muito tempo que é irregular em campo, se salvando várias vezes por uma ou duas jogadas individuais. Jadson chegou jogando muito mal e demorou para melhorar, vem jogando bem, mas já mostrou que não é o jogador 10 que o São Paulo precisa em nível muito alto. Ele é apenas bom. Denilson quando finalmente jogou e se tornou importante, tem que voltar para o Arsenal.

Vamos jogar mais, pessoal!

Denis se mostrou um goleiro pouco confiável, falha muito, mostrando que o São Paulo precisa correr para achar um substituto ao nível do Rogério Ceni. Nem vou citar os lesionados porque nesse caso são apenas infelicidades. A zaga é mediana. Rodrigo Caio é melhor que o Piris mas não se destaca tanto também. Casemiro é importante no grupo, mas jogou muito melhor ano passado. Cícero ainda tem mais o que mostrar. O único que realmente vingou no time foi Cortez, que veio do Botafogo e vem jogando demais. Para mim, é o jogador do time na temporada, atuações excelentes, talvez até merecesse uma chance na seleção, talvez.

São muito jogadores de qualidade, o time é um dos 5 melhores do país, mas o time tem atuações irregulares. É triste ver isso, mas o São Paulo há quatro anos “treme” nas horas decisivas. A derrota agora na Copa do Brasil para o Coritiba somente demonstra isso denovo, o São Paulo tinha um time melhor (não muito porque o Coritiba também é muito bom) mas foi inferior nos dois jogos. Infelizmente, o time “treme na base” quando realmente precisa. O time campeão não age mais como campeão. Na verdade, não é mais campeão, tomara que não vire time que vive apenas de seu passado.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s